text-align: center; B de Betina: QUANTO CUSTA TER UM BEBÊ?

22 junho 2016

QUANTO CUSTA TER UM BEBÊ?

Hellos, galere <3 
Gostaria de começar esse post confessando a vocês que o tema de hoje seria pra ser um vlog, mas como ficaria um vlog muito grande eu achei melhor transformar ele em post pra facilitar e polpar mais o tempo de vocês, então espero que gostem, ok? 
Existem três tipos de gravidez que são as planejadas, os famosos acidentes e o ato da adoção (que também é considerado uma gravidez para os papais que pretendem adotar) e dependente de qual dos três tipos aconteceu na sua vida e na minha que no caso foi planejada é de uma puta importância você saber o quanto um bebê gasta até antes mesmo de nascer. E através dessa informação que eu não sabia e acredito que muitas pessoas também não façam ideia eu tive a ideia de montar esse post mostrando pra vocês com base da minha gravidez como andam sendo os custos antes mesmo da B nascer. 
PS: Claro que existem classes sociais, e a minha no caso é aquela bem pobre hauahauha

Quarto e outras coisas:
O quarto (paleta de cores e desenho) da Betina foi algo que já estava decidido antes mesmo de engravidar, sério! Um belo dia eu encontrei uma foto de um quarto de bebê no pinterest e disse que o quarto do meu filho seria daquele jeito e não deu outra, vai ser daquele jeito. 
Assim que eu engravidei o Ian já saiu comprando todo o quarto de uma vez pra depois a gente não precisasse esquentar a cabeça com isso no meio de outros gastos, então compramos o berço, a cômoda e o guarda-roupa, compramos o mosquiteiro de teto, carrinho com bebê conforto, poltrona, mesinha que vai ficar do lado da poltrona, os ninchos com luz de Led, farmacinha, cortina, banheira de pé, kit berço, entre outras coisas que não consigo me lembrar, e tivemos um gasto de mais ou menos quase 12 mil dilmas com tudo isso, tirando o ventilador que ainda não compramos (não faço ideia de preço), o marceneiro que vai montar o quarto todo (por R$250,00) e o Caio que vai fazer o móbile do berço e algumas almofadas fofas. 

Plano de saúde: 
Betina ainda não nasceu mas já tenho uma certeza de que o plano de saúde dela será iniciado logo na primeira semana. Ainda não sei qual será o plano dela (quem tiver alguma opção da um help aqui) mas pretendo encontrar algum que venha me suprir a tudo e a qualquer hora e ocasião.

A saga do obstetra: 
De principio eu tinha na minha cabeça que meu bebê iria nascer de cesária e nada me fazia mudar de ideia. Entrei em um plano de saúde onde meu (ex) obstetra por sorte só fazia cesária e que por sua vez me cobrou 6 mil dilmas para realizar essa cesariana. No inicio eu achei tudo ok, estava disposta a pagar mesmo estando completamente puxado pra mim por conta da compra da casa mas conforme minha gravidez foi passando e de alguma forma eu amadurecendo comecei a ler e pesquisar sobre pós e contras de um parto cesária e através disso decidi o parto normal o que deixou o médico muito furioso e que por sua vez começou a me destratar e não realizar um atendimento normal de um pré natal, o que me fez mudar pra clínica da família, ser super bem tratada e ter a B pelo SUS, o que de inicio não me deixou tão confiante assim, sei lá, talvez por medo ou insegurança, mas apesar de sempre querer o melhor de tudo eu infelizmente não consegui um obstetra que coubesse no meu bolso ($$$). 

Exames e Ultrassonografia:
Fiquei com meu plano de saúde praticamente toda minha gestação e posso afirmar que só conseguiu me suprir no meu exame do Beta e no Hemograma Completo. Isso significa que todas minhas ultras foram pagas por fora e eu pagava em média R$100,00 por cada ultra e R$150,00 a morfológica 3D. Não me lembro bem a quantidade de ultra feita, mas posso afirmar que gastei um bom dinheiro com elas pois meu plano que cobria nunca tinha vaga ou a máquina estava ruim ;(

Enxoval:
É uma das coisas mais gostosas e mais caras de se comprar e graças a Deus tive ajuda da minha família com isso. Minha vontade sempre foi viajar pra fora e fazer o enxoval lá, mas como não viajei nem antes da minha gravidez onde eu não tinha gastos já sabia que não seria agora que iria viajar pra comprar né?! 
Como sou alok compulsiva posso afirmar pra vocês que tem coisas fúteis e também coisas necessárias e bastante coisas que foram presentes até mesmo presentes usados por outro bebê (o que depende de cada família). 
Comprei muitas coisas em tamanhos variados e deixei pra comprar as roupas RN mais baratinhas e garimpadas porque todo mundo sabe que bebê perde tudo muito rápido, então os investimentos maiores foram em roupas M, G e GG. Como tudo ta muito caro o orçamento saiu um pouco caro (eu acho) e devo ter gastado em média 2 mil com roupinhas que ela vai usar de RN até o tamanho GG. E ainda faltam coisas como a saída da maternidade, algumas mantas e cueiros, chupetas, mamadeira, kit de higiene pro bebê e a bolsa da maternidade. 

Coisas de gravidas:
Posso assumir de cara lavada que não gastei quase nada pra mim. Preferi não comprar roupas, afinal eu iria perder tudo quando voltasse pro meu peso atual. Então só investi em 2 calças legguings, sutiãs de amamentação e para meu uso conforme meu peito foi crescendo, óleo, repetente, vitaminas, algumas calcinhas maiores e só :) Cinta eu ganhei da minha tia e camisetas eu uso do Ian. Isso tudo deve ter saído por uns R$400,00 a R$600,00 reais por conta das vitaminas e dos repelentes que são os mais caros e que to sempre comprando. 

Chá de bebê:
Ainda não fiz o chá da Betina pra ter uma noção de gastos, porém estou tendo ajuda dos padrinhos, da Sheila (mãe do Caio) que vai dar o bolo e da minha família, então acredito que vamos gastar todos juntos em torno de R$500,00. 

Como vocês podem perceber ter um bebê é um gasto muito grande (isso porque eu tentei economizar o máximo), no meu caso gastamos em média R$14,000 a R$15,000 mil reais só pra chegada do bebê, o que ainda não incluí o primeiro ano de vida dela, escolinha, cursinho, dança e nada do que vier pra frente. hahahahah  

Agora se você não tiver como gastar com isso tudo que citei a cima (que pra muitos existem coisas fúteis e não necessárias) ou não tiver nenhum tipo de ajuda, a dica é:

- Optar em móveis mais baratos ou até mesmo de segunda mão.
- Chamar bastante pessoas pro chá de bebê e ganhar mais fraldas.
- Fazer consultas médicas pelo SUS (o que no meu caso optei somente agora com 7 meses).
- Comprar coisas pelo Aliexpress porque as coisas lá são MUITO baratas.
- Comprar coisas pela internet ou tecidos pra mandar fazer roupinhas (O QUE EU AMO).

Então é isso gente, antes de eu engravidar eu não fazia ideia sobre esses custos, juro que tentei economizar o máximo e mesmo assim o valor total ficou muito alto, mas graças a Deus consegui ter ajuda da minha família com praticamente quase tudo. #obrigadagente

Espero que vocês tenham gostado, não esqueçam de curtir a página do blog aqui do lado e se inscrever no canal <3 Beijos e até o próximo post :) 




1

Um comentário:

Deixe seu comentário aqui!